(54) 3329-5834 anelisecardinal@hotmail.com (54) 9 9224-7733
O que é?
A queda de cabelo é uma das queixas mais frequentes no consultório do dermatologista. Ela pode ser um sinal de doenças do próprio couro cabeludo, como a alopécia androgenética e a alopécia areata, mas a sua causa mais comum é o eflúvio telógeno.

A perda capilar pelo eflúvio telógeno ocorre quando algum estímulo altera o ciclo do cabelo, acelerando a troca da fase anágena (de fios duradouros) para a fase telógena (de queda e renovação). Esse fenômeno leva a perdas significativas de cabelos em intervalos de tempo relativamente curtos, causando muita ansiedade ao paciente. Pode ser ocasionado pelo uso de medicamentos, infecções, pós-parto, carências nutricionais, estresse, dentre outras.

De maneira semelhante ao resto da pele, o cabelo também sofre um processo de envelhecimento, chamado de aging hair, que ocorre por transformações em nível hormonal e enzimático, que resultam em um cabelo sem melanina, mais frágil e fino, com redução da densidade capilar (cabelos ralos). Esse fenômeno pode ser intensificado nos casos em que a alopécia androgenética está associada (calvície masculina e feminina).

O médico dermatologista é o especialista dedicado ao diagnóstico e tratamento das doenças dos cabelos e do couro cabeludo. Uma avaliação especializada é fundamental para o manejo correto das condições que levam à queda capilar, evitando sequelas que podem até mesmo ser irreversíveis. Consulte o seu dermatologista e cuide bem dos seus cabelos.

 

6 PASSOS PARA UM CABELO MAIS SAUDÁVEL

1. Cuide do seu cabelo como você cuida da sua pele, lavando diariamente. Nunca deixe de lava-lo por mais de três dias.

2. Evite escovas duras. Use somente as com pontas de plástico redondas. Desembaraçando o final do cabelo e não o topo. “Se você não sabe ao certo se a escova é macia o suficiente, tente usa-la em sobre uma roupa ou almofada de lã”. “Se soltar pelo, imagine o que ele faz com seu cabelo”.

3. Lanche maçãs, saladas, bolachas de trigo ou uma tigela de mingau. “A energia disponível para seu cabeço cai quatro horas depois de você comer, então dietas malucas e sucos diets são terríveis para ele”.

4. Não corte da dieta um grupo inteiro de comidas. “Não há nada mais trabalhoso que ser vegano, por exemplo, esse estilo de dieta afetará seu cabelo”. A proteína animal contem aminoácidos que não são produzidos pelo corpo, sendo a única fonte de vitamina B12, a não ser que você tome suplemento.

5. Gerencie o estresse: tente yoga, natação, pilates, meditação ou terapia comportamental cognitiva podem ser úteis na retenção de cabelo.

6. Durma mais. Um total de oito horas de possível e bom para sua saúde psicológica. Além disso, faz bem para seu cabelo e é realmente importante sentir-se bem disposto.
Mas lembre-se, é importante consultar um médico dermatologista para avaliação e tratamento adequados para seu couro cabeludo.

Responsável Técnica - Dra. Anelise Cardinal - Médica Dermatologista - Cremers 33670 - RQE 30870

Precisa de atendimento?
Você será redirecionado para o Whatsapp e seu número será armazenado na nossa lista de de telefones apenas para resposta. Não será utilizado para envio de mensagens em massa ou publicidade.