(54) 3329-5834 anelisecardinal@hotmail.com (54) 9 9224-7733

Em nossa cultura obcecada pela juventude, o próximo aniversário de uma mulher nem sempre é motivo de celebração. Em vez de velas e presentes, o aniversário pode evocar imagens de rugas, papadas, bolsas sob os olhos e flacidez. Mas as mulheres não precisam mais se preocupar em bater a marca de meio século.

A American Academy of Facial Plastic and Reconstructive Surgery (AAFPRS) realizou uma pesquisa com cerca de 500 mulheres com idade entre 45 e 60 anos para descobrir o que elas pensam sobre a nova face dos 50 anos. O consenso geral é que os 50 são mais parecidos com os novos 30.

Em média, 69% das mulheres de 45-60 anos relataram sentir-se pelo menos seis anos mais jovem do que sua idade cronológica. Mulheres em seus cinqüenta anos ainda se sentem sexy, vibrantes, bonitas e desejáveis.

Quando se trata de inverter a ação do tempo, elas exigem um resultado natural, e não mais o aspecto esticado das gerações anteriores. Elas simplesmente querem ser a melhor, mais jovem e atraente versão possível de si mesmas, sem parecer muito diferentes.

A pesquisa também revelou que as mulheres estão mais abertas do que nunca para tratamentos cirúrgicos e não-cirúrgicos que retardem os sinais visíveis do envelhecimento. Na verdade, 72% das mulheres entrevistadas têm utilizado peelings, enquanto 50% fazem injeções de toxina botulínica ou preenchimentos, sendo que 15% fizeram uma cirurgia cosmética facial .

Mesmo com o aumento da quantidade de opções de tratamento para voltar o relógio, 70% das mulheres afirmaram que um aniversário teve impacto na forma como elas se sentem sobre sua aparência. Vinte e quatro por cento estavam muito preocupadas em aparentar sua verdadeira idade, sendo que bochechas caídas e bolsas dos olhos (39%), linhas finas e rugas (33%) e o temido efeito “pescoço de peru” (28 %) estão no topo da lista de preocupações estéticas.

“Hoje, as mulheres na faixa dos 40 e 50 anos estão mais confiantes e bonitas do que nunca”, afirmou Ed Farrior, MD, presidente da AAFPRS. “Essas mulheres têm a experiência de vida e conhecimento para parecer tão bem como elas se sentem. Com o crescente número de opções minimamente invasivas e não-cirúrgicas, elas são capazes de manter sua aparência jovem por mais tempo”, acrescentou Farrior. ” Graças aos avanços nas tecnologias e processos inovadores para rejuvenescer a face, reduzindo as cicatrizes e o tempo de recuperação, soluções cirúrgicas tornaram-se uma realidade para muitas mulheres que ainda não haviam considerado esse tratamento”.

Fonte: Skin Inc

Imagem: www.huffingtonpost.com

Consultório Dra. Anelise Cardinal
Medicina – Estética – Laser
Cuidando da sua beleza em Carazinho.

Responsável Técnica - Dra. Anelise Cardinal - Médica Dermatologista - Cremers 33670 - RQE 30870

Precisa de atendimento?